“Eu vesti a camisa com muito orgulho e muito amor”; Entrevista com Fogueirinha, 2º maior artilheiro poços-caldense da Veterana

por

Jorge Alexsandro, o Fogueirinha, começou sua carreira dentro do futebol na base da Veterana e começou a jogar profissionalmente pelo clube em janeiro de 1993. O atacante brilhou vestindo as cores da Veterana até julho de 1996 e, como um dos principais destaques do ataque do time, Fogueirinha se tornou o segundo maior artilheiro poços-caldense do time, contando campeonatos mineiros e outras competições oficiais da federação.

Na entrevista realizada pelo departamento de marketing da Caldense, Fogueirinha relembrou histórias que marcaram a sua passagem pelo clube, além de detalhar momentos importantes que o Verdão passou durante a década de 90. “Na época que eu jogava na Caldense, eu realmente vesti a camisa com muito orgulho e muito amor. Meu pai estava sempre na arquibancada, então eu tinha que correr, se não a torcida enchia o saco dele também”, brincou o ex-atleta alviverde.

Fogueirinha foi muito reconhecido pela sua habilidade e, principalmente, velocidade dentro das quatro linhas. Característica que incomodou muitos marcadores adversários. “Eu era um jogador muito rápido. Quando eu colocava a bola na frente, era difícil parar”, disse o ex-atacante.



Perguntado sobre o significado da Caldense dentro da sua trajetória esportiva, Fogueirinha, destacou a importância do clube não apenas para os seus feitos como jogador, mas também como um símbolo para toda a cidade. “A Caldense tem uma história muito bonita aqui em Poços de Caldas, que não deve se perder nunca. […] É um patrimônio da cidade”.

Assista toda a entrevista com o Fogueirinha: