Retrospectiva Caldense 2018: Veja como foi a temporada do futebol da Veterana

Relembre a trajetória alviverde ao longo do ano (Foto: Renan Muniz / Caldense)

O calendário de 2018 teve início em novembro de 2017. No total foram cinco jogos-treino. Contra RB Brasil, São Bernardo, XV de Piracicaba, Desportivo Brasil e Velo Clube. A equipe alviverde venceu dois, empatou três e encerrou a preparação de forma invicta. Isso gerou uma expectativa muito grande para a estreia no Campeonato Mineiro, frente ao Democrata em Governador Valadares.

O Verdão não decepcionou, venceu por 2 a 1, com golaços de Potita e Anderson Rosa, além de pênalti defendido pelo goleiro Omar. O arqueiro ainda pegou tudo no jogo seguinte contra o Cruzeiro e garantiu o 0 a 0. A Veterana então recebeu o Tombense. Em um jogo muito truncado, novamente aconteceu um empate sem gols. Na sequência, a Caldense foi a Juiz de Fora e criou inúmeras oportunidades diante ao Tupi, mas foi castigada pela falta de pontaria e conheceu sua primeira derrota, 2 a 1.

Potita marcou de cobertura na vitória da Caldense na estreia do Mineiro 2018 (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Paralelamente à isso, a equipe alviverde encarou o Fluminense na estreia da Copa do Brasil. Em um duelo completamente aberto, a Veterana desperdiçou chances claríssimas e levou um gol nos acréscimos do segundo tempo. Dessa forma perdeu por 1 a 0 e não pôde seguir na competição nacional.

Veterana enfrentou o Fluminense na Copa do Brasil (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Essa sequência de resultados culminou na troca do comando técnico. Saiu Zezito e assumiu Roberto Fonseca, que em seu primeiro jogo viu o time ser superado pelo Boa Esporte pelo placar mínimo. Para conhecer melhor o elenco, o novo treinador realizou um jogo-treino contra o Rio Claro no interior paulista.

De volta ao estadual, a Caldense foi à capital mineira para medir forças com o Atlético-MG. Em um jogo memorável, o Verdão saiu atrás no placar, mas mostrou muita raça e conseguiu a virada por 2 a 1. Os tentos foram anotados por Neílson e Potita.

Em partida memorável, Verdão venceu o Atlético-MG de virada em BH (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Na sequência do campeonato, o time enfrentou o desesperado Patrocinense, que armou um forte sistema defensivo, achou dois gols e saiu vitorioso. A Caldense então empatou por 1 a 1 com URT e Villa Nova, com gol de Maxuell Samurai nos dois jogos. Depois foi superada por 2 a 0 pela sólida equipe do América-MG.

Samurai comemora gol marcado contra a URT (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Com os resultados, a Caldense foi para a última rodada pressionada e precisava da vitória frente ao Uberlândia para eliminar qualquer risco de descenso e ainda sonhar com a classificação para as quartas de final. A torcida alviverde, principalmente a Lama Verde, fez uma linda recepção para os atletas na chegada ao estádio e apoiou o time intensamente durante os noventa minutos. Dentro de campo a equipe correspondeu e, com gols de Anderson Rosa e Neílson, venceu por 2 a 1. A Veterana só não se classificou para a próxima fase devido aos critérios de desempate.

Vídeos mostrando os bastidores da equipe foi sucesso entre os torcedores

O departamento de futebol profissional passou então a se concentrar na disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. A diretoria optou por montar um elenco mais jovem e dar oportunidade aos atletas do elenco que não vinham tendo muito espaço. Johnatan Alemão assumiu como treinador interino. Durante a preparação, a Veterana goleou o Bragantino por 4 a 0.

Na estreia da competição nacional, o time buscou um empate por 1 a 1 em Maringá. Depois venceu o Madureira no Ronaldão por 2 a 0, gols de Matheus e Igor Bádio. Para ganhar ritmo, os suplentes superaram a Seleção de Poços em amistoso. Nos jogos perante o Linense, derrota em Lins por 2 a 0 e empate sem gols em casa.

Veterana disputou a Série D com um elenco mais jovem (Foto: Renan Muniz / Caldense)

O Verdão precisava vencer para avançar de fase, entretanto o gol de Davy não foi o suficiente no jogo de volta contra o Madureira e a equipe foi derrotada por 3 a 1. Na rodada final, uma nova chance diante ao Maringá. Gustavinho marcou para a Caldense, mas o time paranaense soube se defender bem e segurou o empate em 1 a 1. Assim a Veterana finalizou sua participação na temporada.

Após o encerramento das competições, os atletas que tinham contrato com o clube ficaram treinando no Ninho dos Periquitos para manterem a forma física. A diretoria alviverde aproveitou o período para avaliar de perto inúmeros jovens poços-caldenses que foram pré-selecionados na peneira realizada pelo clube em outubro de 2017.

Conforme os meses foram passando, o planejamento para a temporada 2019 seguia firme. O técnico Ito Roque foi contratado para comandar a equipe e aos poucos o elenco foi sendo montado. A pré-temporada começou em meados de novembro e tem sido bastante intensa. Alguns jovens da cidade foram promovidos ao profissional, como é o caso de Vinícius Fininho, Pablo Tchê Tchê, Júlio e Henrique.

Equipe agora se concentra no estadual de 2019 (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Desfalcada por alguns jogadores que estavam no departamento médico, a equipe foi superada por 2 a 0 pelo Rio Claro em seu primeiro jogo-treino. Outros dois estão marcados para o início de 2019. A estreia da Caldense no Mineiro será dia 20 de janeiro, contra o América-MG em Poços. A expectativa é de que o time faça um grande estadual e dê muitas alegrias à nação alviverde.