Jogadores da Caldense fazem teste de resistência aeróbica

Após um treino na academia nesta segunda pela manhã, os jogadores da Caldense foram submetidos ao famoso Yoyo Test, que mede a capacidade de resistência aeróbica de cada atleta e serve para determinar o tempo em que os jogadores consegue manter um alto rendimento físico. A atividade irá servir como base para direcionar o foco dos treinamentos nas próximas semanas.

O Yoyo Test consiste em um circuito de 20 metros com ritmo progressivo. Os jogadores devem percorrer a distância e voltar, totalizando 40 metros. Na saída e chegada, é emitido um sinal sonoro pré-estabelecido, todos devem finalizar o trajeto antes que o tempo se esgote. Nos primeiros estágios os atletas começam a 10 km/h e vão aumentando a velocidade ao poucos, até chegarem próximo aos 19 km/h. A cada velocidade, o percurso é repetido até oito vezes, sendo que entre os tiros há um descanso de 20 segundos.

O teste ocorre até o atleta se sentir incapacitado de prosseguir ou se não terminar o percurso dentro do tempo estabelecido duas vezes seguidas. O objetivo é que os jogadores realizem o maior número de deslocamentos possíveis. O resultado é determinado pela distância percorrida pelo atleta durante o teste e, posteriormente, transformado em um cálculo de consumo de oxigênio (VO2 máximo). A partir disso, é possível determinar quanto tempo o atleta pode permanecer em alto nível físico e, consequentemente, saber quem precisa melhorar o condicionamento. O plantel apresentou bons resultados no teste.

A comissão técnica divulgou internamente o percentual de gordura corporal do elenco, a grande maioria dos jogadores está com os índices dentro do ideal, que é próximo aos 11%. Os poucos que destoam estão na faixa dos 13%, ou seja, bem próximos de um índice satisfatório e devem atingir a meta nas próximas semanas.

O lateral-direito Calebe e o meia-atacante Bruno Oliveira, que foram anunciados pelo clube na semana passada, se apresentaram hoje no Ninho do Periquitos e já treinaram normalmente com o grupo.