Caldense vence Portuguesa-RJ de virada por 2 a 1 na estreia da Série D 2019

Lance da partida no Ronaldão (Foto: Renan Muniz / Caldense)

A Caldense estreou com o pé direito na Série D 2019. A equipe venceu a Portuguesa-RJ de virada por 2 a 1 e somou seus primeiros três pontos na competição. A partida foi realizada na noite de sábado (04) no Ronaldão. Anderson Cavalo abriu o placar para os visitantes, mas o Verdão conquistou a vitória com gols de Mariotto e Denílson.

Os primeiros momentos do jogo foram de muitas trocas de passe. A Veterana apostava nas ligações diretas. Em uma jogada como essa, a zaga adversária falhou, mas Denílson não conseguiu completar. O meia ainda arriscou de longe aos 14 minutos, sem levar perigo. Na sequência, João Victor invadiu a área bem posicionado, mas foi desarmado quando partiu para cima da marcação.

Na principal chance do Verdão na primeira etapa, Calebe experimentou de muito longe e quase acertou o ângulo. A torcida se empolgou na arquibancada. Depois João Victor teve mais uma chance, porém não pegou em cheio na bola.

Até então, a Portuguesa praticamente não chegava no setor ofensivo. Quando chegava, a defesa alviverde era eficiente. Entretanto, a partir dos 30 minutos, o time carioca passou a ter maior presença ofensiva, mas sem criar uma chance clara. Até que aos 42, em grande lance pela esquerda, Anderson Cavalo recebeu cruzamento na medida e cabeceou no canto para abrir o marcador a favor dos visitantes.

No intervalo o técnico Marcus Paulo Grippi conversou com o elenco, que voltou com uma postura diferente. O meia Júlio Magalhães entrou no lugar de Morais, com isso a equipe passou a ter mais posse de bola no meio campo e Denílson teve mais liberdade. Aos 4 minutos, Lucas Silva lançou Denílson, que bateu de canhota para fora. Em seguida Calebe foi derrubado na área, a arbitragem nada marcou.

Logo após, aconteceu algo inédito na história da Caldense. De acordo com a nova regra do futebol, que entrou em vigor no Brasileirão deste ano,  integrantes da comissão técnica também poderão ser advertidos com cartões. Sendo assim, o técnico Marcus Paulo Grippi contestou a arbitragem e levou cartão amarelo.

Aos 8 minutos, mais uma substituição no Verdão. Saiu João Victor e entrou Mariotto. Era questão de tempo para o empate sair. Aos 16 Denílson fez jogada pela esquerda e chutou rasteiro, o goleiro espalmou para escanteio. Na cobrança, a bola ficou viva na pequena área e quase foi parar no fundo das redes.

Mariotto ganhou de dois defensores e marcou o primeiro do Verdão (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Aos 18 minutos, a Caldense recuperou a bola no campo de defesa. Lucas Silva ergueu a cabeça e fez um longo lançamento para Mariotto. O centroavante alviverde ganhou de dois defensores e bateu colocado de canhota para igualar o marcador. A partir desse instante a partida ficou tensa, repleta de faltas e cartões.

A Caldense sabia que poderia vencer e acreditava nisso. Aos 35, em jogada que começou com cobrança de lateral, Lucas Silva tocou para Denílson. O meia invadiu a área pela esquerda, ganhou na velocidade da marcação e estufou o pé para fazer o gol da virada. No lance o jogador sentiu dores musculares e teve de ser substituído por Artur. A Portuguesa até pressionou no final, mas a Veterana conseguiu segurar o resultado e garantiu a vitória: 2 a 1.

Denílson marcou o gol da virada (Foto: Renan Muniz / Caldense)

O Verdão volta a campo no próximo sábado (11/05) às 16 horas contra o Sobradinho, em Sobradinho-DF, no estádio Augustinho Lima.

 

Ficha técnica Caldense 2 x 1 Portuguesa-RJ – 04/05/2019

Em pé: Vhenycius (prep. goleiros), João Paulo, Guilherme Martins, Gabriel Tonini, Lucas Silva, Morais, Denílson e Felipe Pezzo (fisiologista). Agachados: Milton (massagista), Rafael Rosa, Calebe, João Victor, Franklin, Leleco e Carlinhos (mordomo). (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Caldense: João Paulo, Calebe, Guilherme Martins, Gabriel Tonini, Rafael Rosa, Franklin, Lucas Silva, Morais (Júlio Magalhães), Denílson (Artur), João Victor (Mariotto) e Leleco. Técnico: Marcus Paulo Grippi.
Portuguesa-RJ: Jefferson, Cássio (Arlen), Andrézinho, Diego Guerra, Diego Maia, Muniz (Rodriguinho), Vitinho, Rezende, Anderson Cavalo, Alex e Dieguinho (Romarinho). Técnico: Edson Souza.
Gols: Anderson Cavalo 42’ 1º tempo (Portuguesa-RJ) / Mariotto 18’ e Denílson 35’ 2º tempo (Caldense)
Cartões amarelos: Denílson, Mariotto, Rafael Rosa, Artur e Júlio Magalhães (Caldense) / Muniz e Diego Gurra (Portuguesa-RJ)
Cartão vermelho:
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
Auxiliares: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Veridiana Contiliani Bisco
Público: 369 pagantes e 567 presentes
Renda:
5.015 reais