Caldense luta muito, sofre com adversidades, leva gols no fim e se despede da Série D

Veterana foi forçada a fazer substituições no primeiro tempo por conta de lesões (Foto: Renan Muniz / Caldense)

A Caldense entrou em campo na manhã deste domingo (23) com a missão de reverter a vantagem conquistada pelo Ituano no jogo de ida por 2 a 1. O time lutou muito, mas sofreu com lesões e apesar de ter jogado bem, foi castigado com dois gols no fim e deu adeus à Série D 2019.

Primeiro tempo

A Caldense começou trocando passes e envolvendo os visitantes. Algumas jogadas de efeito levantaram a torcida presente em bom número no Ronaldão. A primeira chance da Veterana veio aos 6 minutos. Gabriel Tonini deu uma caneta no adversário, tocou para Leleco na direita que avançou e mandou por baixo para Lucas Silva na área, que quase completou.

O Verdão tinha muito mais posse de bola, mas não conseguia penetrar a sólida defesa do Ituano. A solução era arriscar de longe, sem sucesso. Um lance inusitado aconteceu, em bola dividida na região central do gramado, o zagueiro Mateus do Ituano deu um chutão para afastar, a bola foi em direção à arquibancada e quebrou o vidro de uma das cabines de rádio do estádio, a da MAK Rádio.

Os visitantes finalizaram pela primeira vez somente aos 24, quando Marquinho fez jogada individual pela direita e bateu mascado para fora. Na sequência Leleco sentiu a coxa e foi substituído por Bruninho. Momentos depois outro problema. Guilherme Martins levou uma pancada e também teve de deixar o campo, Franklin entrou.

Aos 35, em bola alçada na área, dois atletas de Ituano se chocaram de cabeça e a partida ficou parada, um deles teve de ser substituído. Quando a partida reiniciou, Bruninho experimentou de canhota, para defesa segura do goleiro. A segunda metade do primeiro tempo foi truncada e repleta de faltas. No final Corrêa tentou, por cima da meta. No último lance da etapa inicial, Denilson avançou em velocidade, passou pela marcação e foi derrubado na área. A arbitragem nada marcou.

Torcida esteve presente em bom número, apoiou o time o tempo todo e reclamou muito da arbitragem (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Segundo tempo
Na etapa complementar, a Caldense veio determinada a vencer. Aos 5, João Victor arriscou de fora da área, a bola subiu. Três minutos depois, em contra-ataque, Marquinho saiu na cara do gol, mas foi travado. Aos 22 Lucas Silva lançou João Victor, o atacante alviverde rolou para Denílson, que chegou batendo de primeira. A bola passou perto.

Aos 26 o centroavante Guilherme entrou no lugar do volante Franklin, que estava sentindo o tornozelo e fez sua estreia como profissional. Depois, em falta lateral, o rebote ficou com Denílson na meia-lua, o goleiro defendeu em dois tempos. O jogo ficou aberto, aos 35 o Ituano chegou com perigo, finalização próxima ao travessão. Posteriormente, Guilherme invadiu a área e foi derrubado, a torcida pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Aos 41 veio o castigo. Escanteio para o Ituano, bola na segunda trave e Fellipe escorou para abrir o marcador. O Verdão então foi com tudo para cima na tentativa de fazer o resultado e em um contra-golpe aos 48, Claudinho saiu na cara do gol e fez o segundo. Fim de jogo: Caldense 0 x 2 Ituano. Com o resultado a Veterana encerrou sua participação na Série D 2019.

 

Ficha técnica: Caldense 0 x 2 Ituano 23/06/2019

Caldense: João Paulo, Gabriel Tonini, Lucas Múfalo, Morais, Rafael Rosa, Guilherme Martins (Franklin) (Guilherme), Lucas Silva, Artur, Leleco (Bruninho), João Victor e Denílson. Técnico: Marcus Paulo Grippi.
Ituano: Pegorari, Pacheco, Mateus (Fellipe), Léo Rigo, Paulinho Dias, Peri, Serrato, Corrêa, Angelotti (Gui Mendes), Marquinho (Luizinho) e Claudinho. Técnico: Vinícius Bergantin.
Gols: Fellipe 41’ e Claudinho 48’ 2º T (Ituano)
Cartões amarelos: Serrato e Peri (Ituano) / João Victor, Gabriel Tonini e Marcus Paulo Grippi (Caldense)
Cartões vermelhos: Felipe Pezzo (preparador físico) e Milton (massagista) – Caldense
Árbitro: William Machado Steffen
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro e Eli Alves Sviderski
Público: 1.283 pagantes e 1.618 presentes
Renda:
19.690 reais
Motivo: Jogo de volta da segunda fase da Série D 2019
Local: Ronaldão, em Poços de Caldas-MG