Ronaldo, ex-massagista da Caldense, morre em decorrência do coronavírus

Massagista Ronaldo em 1979 no Estádio Cristiano Osório (Foto: Acervo Caldense)

O ex-massagista da Caldense, Ronaldo Alves de Souza, faleceu no último domingo (28), aos 72 anos, em São José do Rio Preto-SP, em decorrência da COVID-19. Ronaldo trabalhou na Veterana no final da década de 1970 e início dos anos 80. Participou de grandes partidas e viveu momentos marcantes no Verdão, como a participação no Brasileirão de 1979.

Nascido em Uberaba-MG, Ronaldo passou por diversos times tradicionais. Trabalhou nas divisões de base do Atlético-MG e do Botafogo-SP.  No profissional, integrou equipes como Uberaba-MG, Comercial-SP, Rio Preto-SP e Mirassol-SP. Seu último trabalho foi na temporada 2019 no América-SP.

A Associação Atlética Caldense manifesta os mais sinceros sentimentos de pesar a amigos e familiares e agradece todos os serviços prestados por Ronaldo à instituição. O corpo foi sepultado na manhã desta segunda-feira no Cemitério São João Batista, em São José do Rio Preto-SP.