Série D 2020: Veja como foi a campanha nos estaduais de cada um dos adversários da Caldense

Na competição nacional deste ano, a Veterana irá enfrentar equipes que foram finalistas e outras que foram rebaixadas em seus respectivos campeonatos estaduais (Foto: Renan Muniz / Caldense)

A Caldense integra o Grupo A6 do Campeonato Brasileiro da Série D 2020, com oponentes de Minas Gerais, Bahia, Tocantins e Distrito Federal. Este ano cada grupo conta com oito equipes. Os adversários vêm de diferentes situações nos respectivos campeonatos estaduais. Alguns se destacaram e chegaram à final, outros tiveram desempenho abaixo do esperado e sofreram descenso. Veja como foi a campanha nos estaduais de 2020 de cada um dos adversários que a Veterana irá enfrentar na competição nacional.

Vale ressaltar que o Verdão irá estrear dia 19 ou 20 de setembro fora de casa. A data e horário oficial ainda serão confirmados pela CBF. O oponente será quem passar da fase preliminar entre Tocantinópolis e Brasiliense, que se enfrentam em jogos de ida e volta nos dias 06 e 13 de setembro.

Brasiliense-DF
O Brasiliense foi vice-campeão estadual ao ser superado na decisão por pênaltis pelo Gama. Havia perdido o primeiro jogo por 3 a 1 e venceu a segunda partida por 2 a 0, mas nas penalidades ficou em desvantagem: 4 a 3. Na primeira fase da competição fez a segunda melhor campanha, marcou 38 gols em 11 jogos e sofreu apenas 7.

Tocantinópolis-TO
Por conta da pandemia o Campeonato Tocantinense ainda não teve seu desfecho. A competição foi paralisada após a partida de ida da semifinal e ainda não possui previsão de retorno. O Tocantinópolis terminou a fase classificatória em terceiro lugar com 61,9% de aproveitamento e empatou a primeira partida da semifinal em casa por 0 a 0 contra o Interporto.

Atlético-BA
O Atlético de Alagoinhas se destacou no estadual. Ficou em segundo lugar na etapa classificatória, superou o Juazeirense na semifinal e avançou para a final, mas foi superado nos pênaltis frente ao Bahia por 7 a 6, após empates por 0 a 0 e 1 a 1 nos jogos da decisivos e ficou com o vice-campeonato.

Tupynambás-MG
O time mineiro disputou o Módulo I pelo segundo ano consecutivo, porém não conseguiu vencer uma partida sequer. Amargou a lanterna da competição com três pontos e foi rebaixado. No jogo contra a Veterana pela 10ª rodada foi derrotado por 4 a 0.

Villa Nova-MG
A outra equipe de Minas Gerais no grupo é o tradicional Villa Nova de Nova Lima, que viveu o mesmo drama do Tupynambás no estadual. Fez uma campanha abaixo do esperado, somou apenas quatro pontos e também caiu para o Módulo II. No confronto frente à Caldense, vitória alviverde por 2 a 0.

Bahia de Feira-BA
O Bahia de Feira de Santana fez uma campanha mediana no Campeonato Baiano. Entre 10 equipes, terminou a competição em sexto lugar com 12 pontos, sendo 3 vitórias, 3 empates e 3 derrotas.

Gama-DF
O Gama foi o grande campeão do Campeonato Brasiliense. Liderou a primeira fase com 93,9% dos pontos conquistados e ficou com o título ao vencer o Brasiliense nos pênaltis na final. Ao longo da campanha sofreu apenas uma derrota e marcou 57 gols em 17 partidas.

Palmas-TO
O time de Palmas finalizou a primeira fase do Campeonato Tocantinense na liderança com 90,5% de aproveitamento. Na partida de ida da semifinal venceu o Araguacema fora de casa por 1 a 0, em seguida a competição foi paralisada devido a pandemia e não tem previsão de retorno. Se passar para a final, irá enfrentar o vencedor de Interporto e Tocantinópolis.