Integrantes da Caldense que testaram positivo para COVID-19 estarão liberados para o jogo de sábado

Os seis jogadores que testaram positivo, mais o técnico Marcus Paulo e o auxiliar Guga estarão à disposição para a partida contra o Atlético de Alagoinhas (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Às vésperas do confronto contra o Brasiliense no final de semana, a Caldense tomou conhecimento de que oito integrantes da equipe haviam testado positivo para a COVID-19 e iriam desfalcar o time na estreia.

Os atletas João Paulo (goleiro), Henrique Luiz (zagueiro), Henrique Caivano (volante), Barbosa (meio-campista), Marco Damasceno (atacante), Antonio Carlos (atacante) e o técnico Marcus Paulo Grippi estavam assintomáticos, mas tiveram de ser colocados em isolamento. O auxiliar técnico Guga, com sintomas gripais, havia testado positivo na semana anterior e já voltou aos trabalhos com o grupo.

O protocolo da CBF diz que quem testa positivo tem de ficar 10 dias em isolamento a partir da data de coleta do exame. A coleta da delegação alviverde foi realizada no dia 16 de setembro, como o jogo do Verdão contra o Atlético de Alagoinhas será no dia 26, o prazo estipulado será cumprido até lá e os componentes da equipe estarão liberados para o jogo.