Caldense ganha “representantes” no Executivo e Legislativo: Vice-prefeito Tio Júlio e vereador Paulista

Técnico de basquete Júlio e ex-zagueiro Paulista irão assumir cargos públicos em janeiro (Fotos: Renan Muniz / Caldense / Arquivo)

Após a apuração das urnas da eleição municipal em Poços de Caldas no último domingo (15), dois candidatos com ligações à Veterana foram eleitos. O técnico de basquete Júlio César de Freitas, como vice-prefeito, e o ex-jogador Paulista, como vereador. Sendo assim o Verdão terá, de certa forma, representantes no Poder Executivo e Legislativo, pelos próximos quatro anos.

Júlio César de Freitas, o Tio Júlio, começou a trabalhar na Veterana em fevereiro de 1995. Ao longo dos últimos 25 anos, atuou como técnico de basquete, da iniciação esportiva ao adulto e conquistou incontáveis títulos. Durante mais de 12 anos foi ainda diretor do departamento de basquete. Venceu a eleição como vice-prefeito do candidato reeleito Sérgio Azevedo, que teve 45,52% dos votos, e como é tradição, seguirá como presidente de honra da Caldense.

“Tenho muita gratidão pela Caldense, um clube que me projetou, deu a oportunidade de trabalhar e fazer muito por crianças e adolescentes. A Caldense tem uma identidade muito forte com Poços, é uma grande representante da cidade no território nacional e uma referência no esporte. Por isso sempre é preciso olhar com muito carinho para o Clube, manter uma parceria entre Caldense e Poder Público. Nosso grande desafio será o Estádio Ronaldão, a ideia é buscar uma parceria público-privada para solucionar isso de vez” – comentou Júlio.

Júlio César de Freitas trabalha na Caldense há 25 anos como técnico de basquete e também atuou como diretor do departamento de basquete (Foto: Renan Muniz / Caldense)

Já Wellington Guimarães, o popular Paulista, foi eleito pelo DEM e recebeu a terceira maior votação da cidade, 1.861 votos. O ex-zagueiro começou a defender a Veterana na categoria mirim em 1985, aos 10 anos. Depois passou por todas as divisões de base: infantil, juvenil e juniores, até estrear pelo profissional em 1994. Entre idas e vindas, a última passagem pela equipe alviverde foi em 2006. Atuou em 304 partidas pelo Verdão, foi capitão por diversas oportunidades e marcou 10 gols pelo Clube, se tornando o zagueiro com mais gols vestindo a camisa verde-branca. Foi campeão mineiro em 2002 e é reconhecido por muitos como um dos maiores zagueiros da história do Verdão.

“Foi a Caldense que abriu todas as portas para mim. Faz parte da minha história e da minha vida desde criança. Vou procurar atender as necessidades no âmbito esportivo e representar todos os segmentos da cidade. Estarei sempre aberto para ouvir as demandas do Clube, conversar para resolver as solicitações e lutar por aquilo que estiver ao nosso alcance” – disse Paulista.

Paulista começou nas categorias de base da Veterana em 1985 e defendeu o profissional por 304 partidas entre 1994 e 2006 (Foto: Acervo Caldense)

O presidente do Conselho Fiscal da Caldense, Flávio Togni Lima e Silva também foi eleito vereador. Clique aqui e leia a matéria